Macaé: conheça o militante que está deixando esquerdistas de cabelo em pé

December 3, 2019

Há duas semanas, em um discurso acalorado, o vereador petista Marcel Silvano falava de um "grande perigo" que rondava as escolas públicas macaenses. O perigo, a que se referia o vereador tem nome e sobrenome: Eliézer Pacheco. Pastor evangélico, conservador, bolsonarista e militante de direita, Eliézer tem todos os esteriótipos possíveis para irritar qualquer esquerdista, dos mais moderados aos radicais. Recentemente, ganhou notoriedade ao divulgar um vídeo (viral, é claro) onde indagava o diretor de uma escola municipal sobre um possível caso de doutrinação ideológica em sala de aula, denunciado pela mãe de um aluno. O vídeo, embora não mostre a cara do educador, gerou frisson entre a esquerda macaense (incluindo Marcel) e foi suficiente para jogar o holofotes sobre o militante, na tentativa de pincha-lo como agressor e inimigo da Educação. Até a Prefeitura de Macaé emitiu uma nota de repúdio sobre a "invasão". Porém, as reações não enfraqueceram o pastor que continua em sua jornada pixotesca contra a doutrinação ideológica em Macaé.

 

Mas, afinal, quem é esse cara que desperta tanto ódio na Esquerda e cada vez mais admiração entre movimentos conservadores da cidade? Por trás da pinta de Pitbull, Eliézer até que é um cara pacato. Servidor público, casado, empreendedor e estudante de Direito, longe dos holofotes ele leva uma vida compatível para um brasileirinho médio. No entanto, quando o assunto é política, o jovem, de 38 anos, se mostra implacável. E, de vídeo em vídeo, suas publicações nas redes sociais já ultrapassaram a marca de 1 milhão de visualizações. 

 

Eliézer não vai parar. A "Blitz da Escola Sem Partido", projeto que ele iniciou, apurando os casos de doutrinação ideológica promete continuar, para desespero dos seguidores de Paulo Freire e Fernando Haddad. Recentemente, ele flagrou estudantes fumando maconha livremente na Cidade Universitária e conseguiu um áudio, com mais de 20 minutos, em que um professor fazia propaganda política em sala de aula. Em outro vídeo, também divulgado por ele, uma professora de Educação Infantil, liderava um coro de inocentes crianças gritando "Lula Livre".

 

E para quem gosta de uma treta, o caldo promete esquentar ainda mais. Eliézer deve disputar uma vaga na Câmara ano que vem. Já pensou que loucura seria um debate entre ele e seu rival petista Marcel Silvano? É melhor comprar a pipoca!

 

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral