Para Paulo Antunes, Márcio Barcellos e Val o problema de Macaé é o servidor

November 27, 2019

Durante a votação de dois vetos que atingiam frontalmente os servidores municipais de Macaé os vereadores Paulo Antunes, Márcio Barcelos (MDB) e Val Barbeiro (PHS) deixaram bem claro o seu repúdio e antagonismo ao servidor público macaense, esteriotipado em seus discursos como o verdadeiro problema da cidade. Tanto Val quanto Paulo Antunes deixaram bem claro que as despesas com servidores são o que impede Macaé de se desenvolver. Já Marcio Barcelos foi além: defendeu a demissão de servidores comcursados como solução. 

 

 

"Temos servidores até demais e o servidor de Macaé ganha muito bem. Neste caso, em relação ao funcionário público, menos é mais", disse Barcelos que, ironicamente tem vários vínculos acumulado como médico na rede pública. 

 

Os vetos - Os vetos do prefeito foram a duas matérias que beneficiavam ao servidor diretamente. A primeira matéria, de autoria de Maxwell Vaz (SD) é uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que permitia a concessão de reajuste ao servidor já em já em janeiro de 2020.

 

Outra matéria em análise foi a que conceda 14° salário a todos os servidores, estendendo os defeitos do projeto chamado Bolsa Falta Zero. Ambos os vetos foram mantidos, com 8 votos favoráveis à derrubada e 7 contrários (para derrubar o veto seriam necessários 9 votos (dois terços dos votos do plenário. 

 

Votaram a favor da manutenção dos vetos os vereadores Paulo Antunes, Marcio Barcelos, Val Barbeiro, Gelinho, Luciano Diniz, Alan Mansur e Cezina. Contra o veto e, portanto, a favor dos servidores votaram Maxwell Vaz, Marcel Silvano, Robson Oliveira, Marvel, Prestes, Renata Paes, Julinho do Aeroporto e Marcio Bittencourt. 

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral