Alvo de CPI na Saúde, prefeito perde maioria na Câmara de Macaé

September 24, 2019

Dias complicados se aproximam para o governo Dr. Aluizio. Adotando uma linha de enfrentamento, desprezando o diálogo institucional com a Câmara (tal como fez com as categorias dos servidores municipais), o prefeito acaba de perder mais três votos no Legislativo. Ele, que na semana passada já havia sofrido uma baixa, a do ex-líder do governo Julinho do Aeroporto (MDB), hoje acabou de perder mais três votos na casa: Marcio Bittencourt (MDB), Cezinha (Proes) e Val Barbeiro (PTC). A decisão de abandonar o governo foi anunciada agora a pouco pelo vereador Marcio Bittencourt (MDB), em comunicado aos Agentes Comunitários de Saúde que protestavam na Câmara pelo governo. "Enquanto o governo não resolver o problema de vocês, eu, Cezinha e Val estamos fora da bancada do governo", disse.

 

A decisão de Marcio já havia sido antecipada mais cedo em uma reunião com o Sindicato dos Servidores Municipais. Marcio afirmou se sentir traído pelo prefeito, uma vez que as promessas de equiparação do plano de cargos, salários e carreiras dos profissionais da Educação com todos os servidores do município (só a Educação tem esse privilégio) não foram atendidas pelo prefeito. "Além disso, há cinco anos o prefeito não concede aumento salarial e não repõe as perdas salariais dos servidores. Como servidor municipal com 25 anos de concursado não posso me voltar contra minha própria categoria", disse Marcio.

 

CPI da Saúde - Com a nova composição do Legislativo, a oposição passará a ganhar todas as votações, com 10 votos contra apenas 6 da situação (o presidente só vota em caso de empate). Entre as votações polêmicas está a da CPI da Saúde, cujo o prefeito Dr. Aluízio é o principal investigado, já que foi secretário da pasta e responsável direto pelas licitações da mesma, que ora estão sob suspeição do Legislativo. 

 

 

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral