Épico: Macaé vence batalha contra Goytacaz e garante vaga na Série A

February 20, 2019

Uma conquista inesquecível para o time e a cidade de Macaé, que assegurou na última segunda-feira, dia 18, a sua vaga na seletiva da série A do Cariocão do ano que vem. O adversário era o Goytacaz e o palco da batalha era a casa do adversário. Com mais de 2 mil torcedores em favor do time campista, o estádio do Arizão era mais um adversário contra o time macaense que teve que arrancar a vitória na raça, de virada, já nos acréscimos do segundo tempo. A derrota rebaixou o time de Campos em sua casa e revoltou a torcida da planice. Já, quanto ao Macaé, a vitória selou o fim de uma temporada repleta de dificuldades, o que torna a conquista ainda mais emblemática.

 

O JOGO - Na partida decisiva, o Macaé chegou ao Arizão com apenas 14 jogadores, sendo 11 titulares e apenas três reservas (dois jogadores de linha e um goleiro). Com um jogador machucado e outro expulso, o Macaé teve que colocar o goleiro reserva improvisado na linha. A esta altura, perdendo de um a zero, com a chuva e a torcida adversária, só um milagre poderia salvar o Macaé da derrota iminente. Porém, com garra incomum, o time conseguiu o que ninguém acreditaria. 

 

Logo após Luquinha abriu o placar para o Goyta, Dilsinho empatou para o Macaé. Porém, o lance que tornou a partida realmente épica, aconteceria nos acréscimos, aos 49 dos segundo tempo. Após receber um lançamento (praticamente um chutão) do campo de defesa, Felipe (o goleiro reserva que entrou improvisado) partiu para a grande área e deu um passe açucarado (digno de um craque), colocando Jeferson na cara do gol. Assim, o Macaé desempatou a partida e garantiu, de maneira épica e improvável, sua permanência na elite do futebol fluminense.

 

 

PROBLEMAS PELO CAMINHO  —  Para conseguir se manter na elite, o Macaé ESporte teve que enfrentar adversários dentro e fora de campo. A interdição do estádio Cláudio Moacyr, o Moacirzão, obrigou o time a jogar suas partidas fora da cidade, longe da sua torcida e tendo despesas extras com aluguel de estádios e locomoção. Além disso, o time enfrenta uma crise financeira sem precedentes: além de estar há vários anos sem receber qualquer subvenção pública, o time viu o seu faturamento com patrocinadores despencar, fruto da crise financeira que arrarou Macaé e as cidades da região.

 

Porém, para o presidente da Equipe, Teodomiro Bittencourt, o Mirinho, todos estes problemas só foram superados graças à força de uma equipe de verdadeiros guerreiros. Para o ano que vem, Mirinho já espera contar com o estádio (que passa por reformas) e com mais patrocínios. "Graças a Deus, ano que vem teremos nossas partidas de volta no Moacyrzão, que é nossa casa. Agradeço ao Prefeito Dr. Aluízio por entender a importância do estádio não apenas para o clube, mas também para a cidade", disse.

 

VEJA ABAIXO OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral