Indicação de Moro comprova conspiração da CIA para eleger Bolsonaro

November 5, 2018

Segundo os mais sérios e respeitáveis veículos de comunicação do Brasil, quiçá do Mundo, como Folha, UOL, Brasil 247, Conversa Afiada, O Cafezinho e Brasil de Fato, a indicação de Sérgio Moro como superministro da Justiça do governo Bolsonaro era a peça que faltava do quebra cabeças da conspiração que se tornou a operação lava-jato.  

 

"Já sabíamos, desde o início que Moro era um agente infiltrado e que a Lava Jato foi patrocinada pelos EUA via Maçonaria e Lojas Havan para encarcerar o maior líder popular do mundo, que é Lula" disse o jornalista Marciel Dudus Viseu, um dos primeiros a denunciar a trama. 

 

Segundo Marciel, outro ponto que liga a eleição de Bolsonaro à uma conspiração Yanke é a nomeação de outro infiltrado americano no governo. Marcos Pontes, tenente coronel do Exército e ex-astronauta da NASA foi confirmado no ministério da Ciência e Tecnologia. "Você acha que ele ficou aquele todo tempo nos EUA treinando para ir ao espaço? Coisa nenhuma! Tava aprendendo é como roubar nosso pré sal e entregar aos americanos", disse. 

 

Além da CIA, da Nasa e da Maçonaria, teóricos da conspiração anti PT também veem indícios de envolvimento dos Illuminatis e das raças alienígenas Grays e Repitilianos na trama. "Só Lula poderia salvar o Brasil. Aí veio o Jair e... Ja era", Lamentou Marciel. 

 

Observação: É verdade este bilhete 

(matéria de conteúdo 100% humorístico) 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral