Exclusivo: áudios revelam chantagens, ameaças e subornos entre políticos

August 15, 2018

Preso desde julho, pela prática de extorsão e tráfico de influência, o ex-prefeito Antônio Marcos teve esta semana novas revelações envolvendo os bastidores da negociação pela aprovação de suas contas. O Blog teve acesso a áudios de conversas, gravadas supostamente pelo próprio ex-prefeito com o objetivo de extorquir seus adversários, em que o político conversa com os vereadores Bitó e Neném da Barbearia (neném foi o delator do esquema que levou ao afastamento de vários vereadores e do presidente da Câmara, Rafael Jardim (MDB). 

 

Nas conversas, o ex-prefeito traça estratégias para convencer os demais vereadores a aprovar as suas contas e até promete vingar-se dos traidores (vereadores eleitos em sua base que teriam se vendido ao atual governo). Nos áudios, o atual prefeito Paulo Dames (MDB) é citado, tal como o presidente da Câmara afastado Rafael Jardim como beneficiários do suposto esquema de compra de votos de vereadores tanto para reprovar as contas de Antônio Marcos quanto para votarem pela reeleição de Rafael à frente do Legislativo. Segundo as conversas, um empresário conhecido como "Careca do Gás" estaria oferendo R$ 50 mil reais (em cinco parcelas de 10) para os vereadores votarem pela reprovação das contas de Antônio Marcos. A oferta teria acontecido em um churrasco no sítio do atual prefeito. 

 

Além disso, os áudios revelam Antônio ameaçando mandar prender o vereador Lelei e ainda usar de intimidação contra quem não comparecesse à votação. "Eu tenho um amigo que mando buscar em casa, com aquele JEITINHO CARINHOSO", disse. Em outro áudio, a ex-candidata a vereadora Simone Feitosa, acusa Antônio Marcos de ameaçá-la de morte. Segundo ela, o ex-prefeito teria mandado "Os policiais e o João Gilberto me ameaçar, dizer que a tampa do meu caixão já está fechada",.

 

Ouça os áudios abaixo:

 

 

1 - CONVERSA POR TELEFONE ENTRE ANTÔNIO MARCOS E O VEREADOR BITÓ

 

 

 

2 - CONVERSA ENTRE ANTÔNIO MARCO E O VEREADOR NENÉM (que delatou todo o esquema de compra de votos ao MP)

 

Nesta conversa, Neném da Barbearia afirma que os vereadores Marquinho e Lelei votariam contra as contas de Antônio Marcos. Nesta conversa, outro empresário, Fernando Barros é citado como alguém que "teria oferecido dinheiro" para votar contra o ex-prefeito junto com o "Careca do Gás" (suposto operador de Paulo Dames). Mais uma vez é citado o valor de R$ 50 mil pelo voto dos vereadores. Neste áudio, o ex-prefeito afirma que, se o vereador Lelei votasse contra ele, se tornaria inimigo. Nesta mesma conversa, o prefeito ameaça mandar prender o vereador. "Vou dar uma força para ele fazer companhia a Pezão em Benfica". O Pezão, a quem o ex-prefeito se refere, é o ex-presidente da Câmara preso pela acusação de se apropriar de parte do rendimento de um assessor. Nesta conversa, Antônio sugere que teria alguma coisa em relação a Nené.

 

3 - SUPOSTA AMEAÇA DE MORTE REALIZADA POR ANTÔNIO MARCOS 

 

 

 

Entenda o caso - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) realizou, no dia 20 de julho, a operação “Os Bastidores”, com o objeto de cumprir mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao atual prefeito de Casimiro de Abreu, Paulo Cezar Dames Passos, três vereadores, entre eles, o atual presidente da Câmara Municipal, Rafael Jardim; e um mandado de prisão para o ex-prefeito do município, Antonio Marcos Lemos Machado. Até o momento, uma pessoa foi presa: o blogueiro Rodrigo Barros. O MP-RJ obteve na Justiça o afastamento cautelar de outros dois vereadores Bruno Miranda e Leilson Ribeiro da Silva, o Neném da Barbearia, também alvos de mandados de busca e apreensão de documentos e aparelhos eletrônicos. Também foram realizadas buscas na casa do empresário Wender Veloso Pereira, conhecido como o Careca do Gás.

 

As investigações foram realizadas pelas Promotorias de Justiça que apuraram a possível compra de apoio de vereadores em votação que analisaria as contas do ex-prefeito do município, realizada em abril desde ano. Também está em investigação a disputa pela presidência da Casa Legislativa Municipal. O ex-prefeito Antônio Marcos é investigado por possível prática de extorsão, associação criminosa e tráfico de influência. Já os vereadores são investigados por oferecimento de vantagem indevida, como propina e cargos.

 

Os processos seguem em segredo de justiça no Juízo Único da Comarca de Casimiro de Abreu. A ação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), agentes do Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça (GAP/MPRJ) de Macaé, Cabo Frio, Campos, Friburgo e Niterói, e policiais do serviço reservado do 32º BPM (Macaé). 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral