Intervenção no Rio vai prejudicar a segurança de Macaé e região

February 17, 2018

 

 

 

Militares nas ruas do Rio, tráfico sufocado, comércio de drogas em declínio. Como você acha que as organizações criminosas vão sobreviver? Buscando outros mercados ou expandindo sua atuação para áreas em que não haverá presença macissa dos milicos. E tal como aconteceu em outros períodos em que a segurança do Rio foi reforçada por forças federais, haverá novamente migração de criminosos rumo ao interior.  

 

Cidade como Macaé e Cabo Frio sempre foram áreas de interesse do crime organizado da capital. Tanto que recentemente em Macaé as organizações ADA e CV travaram uma guerra sem trégua pelo comando de áreas estratégicas como o Lagomar. Agora, com a ocupação militar no Rio, estas áreas se tornarão ainda mais relevantes para a sobrevivência destas organizações. 

 

Todo mundo sabe que a ocupação do Rio é mais uma ação política do que uma ação de segurança pública. O Rio é a vitrine do Brasil e, se  Temer conseguir um resultado positivo lá, dará ao país uma demonstração de competência jamais vista em seu impopular governo. O problema é que a capital é a vitrine do Brasil, não o interior. Com os olhos da imprensa voltados para a cidade maravilhosa, a tendência é que sejamos, mais uma vez esquecidos. 

 

Se os PMs de Macaé mal tem gasolina para suas viaturas, como poderão dar conta do excedente extra de marginais que fugirão do Rio? Mais uma vez o interior vai pagar a conta pelo fracasso da segurança pública do PMDB na capital... 

 

 

 

 

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral