Coluna do Balthazar - 08/09/2015

September 8, 2015

 

Anarquinópolis 3 - Capítulo Especial 
“O Auto do Boneco Filomeno”

 

 

Em nosso último capítulo você leu que, após comer uma sardinha podre e passar mal, a oposição, em romaria, seguiu até Filomeno, nosso amado Boneco de Olinda implorando que ele se candidatasse  para disputar o trono com Dr. Bonitinho. Porém, em vez de uma resposta, Filomeno respondeu em poesia:

Era eu que governava
Onde não existia patrão
Era a Câmara que mandava
Os secretários só mamavam
E eu, fazendo uma de bobão

Um peixe me fez comprar o terreno
e pagar mais de “quatro milhão”
Depois dessa ganhou mandato
Esqueceu de mim, ó ingrato!
E me roubou o partido então.

Tiveram outros que entraram ferrados
com uma mão na frente, e atrás outra mão
Porém acabou o governo
Me deixaram logo de lado
Naquele sítio, sem um tostão...

Recebi um montão de processos
Por conta da “farra do boi”
Depois disso, abandonado
Tentei até ser deputado
Mas minha ficha estava limpa não

Morri, fui ao inferno político
Mas de lá voltei mais forte, meu irmão!
Pois poderia até não ser honesto
Mas ingratidão nunca foi o meu gesto
E o povo não se esquece de quem lhe deu a mão...

Voltaria eu, e lutaria por vocês
Um cardume fraco de ex-detratores?
A política é uma arena brutal
De robustos lutadores

...e vocês, pobres, coitados
São tão fracos, e amadores!

— Vão dançar funke e comer sardinha pra outro lado!

 

___________________________________________________________

 

 

 

Quanto pior... 
 

...Melhor! Esse é o pensamento de alguns vereadores da Câmara de Quissamã contra o projeto de antecipação das receitas futuras dos royalties. Diante a queda brutal dos recursos advindos do petróleo, esta seria a salvação da lavoura para a cidade.

 

...Melhor ... 

 

...Do que nada. Após ser rejeitado por uma pá de partidos (entre eles o PSB e o PSol) o vice-prefeito de Macaé sinalizou que deve ir para a Rede, de Marina Silva. Rede que, aliás, nem partido é oficialmente (pois aguarda registro no TSE), Aliás, por falar em rede, esta é justamente a arena de seus raivosos apoiadores, não a de Sustentabilidade, e sim a virtual. Uma turminha do barulho, ligado ao vice-prefeita deixa sua indeléveis digitais em ataques promovidos no Facebook. A Polícia Federal está de olho neles.

 

Quadrilha

 

Calma, não estou apontado a existência a nenhuma organização criminosa. Só fazendo referência ao poeminha de Carlos Drummond de Andrade (meu poeta favorito): “Igor destetava Danilo, que destetava Riverton, que destetava Aluízio, que não gostava de ninguém. Danilo casou com Aluízio, que destetava Igor, que não se entendia com Chico, que passou a odiar Riverton, que não se entendia com Danilo, que já não gostava mais de ninguém. Danilo separou da Aluízio e começou a procurar Riverton, que já não gosta mais de Chico, que está nem aí para Igor, que odeia Aluízio, que não está nem aí para ninguém...

 

Queda de Braços

 

E começou o segundo round da épica batalha entre a Odebrecht Ambiental e a prefeitura de Rio das Ostras. As duas partes tem uma Parceria Público-Privada no valor de R$  bilhão, onde a prefeitura teria, por contrato, a obrigação de repassar R$ 8 milhões por mês à empreiteira, que cuida do saneamento da cidade. Porém, alegando a crise dos royalties, o prefeito Sabino tem “embarrigado” o acordo. A poderosa empresa, por outro lado, tenta a duras penas receber. Quem está certo nesta questão? As duas partes! Eu explico na nota abaixo.

 

Queda de Braços II

 

Sabino realmente não tem mais condições de arcar com estes pagamentos mensais. Mas a empresa está amparada por um contrato, que legalmente necessita ser pago. O único caminho é a negociação.

Please reload

Destaques do Blog
Please reload

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral