banner_940x145px_txt (1).png

Welberth apoia o repasse de R$ 100 milhões da Alerj para os municípios





A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) repassou R$ 100 milhões à Secretaria Estadual de Saúde para auxiliar no enfrentamento do coronavírus nos 92 municípios fluminenses. O objetivo é ajudar na ampliação das equipes do programa médico de família, treinamento de equipes de saúde na Fiocruz e para criar unidades de referência e de triagem para evitar lotação em hospitais e postos de saúde nas cidades do estado.


O deputado macaense Welberth Rezende (Cidadania) a poiou a proposta e foi além: ele afirmou já procurou a Agência Estadual de Fomento (Agerio), buscando linhas de créditos para os pequenos e microempresários continuarem produzindo e geranto empregos durante a crise. "Temos dois enfrentamentos para travar. O primeiro é a crise sanitária do coronavírus, cujas ações de combate no Estado, em especial, Macaé, trem surtido efeito. Agora precisamos pensar na segunda onda da crise provocada pela pandemia, que é justamente a recessão econômica. Defendo a ideia de empréstimos aos empreendedores a juros zero, para que eles se mantenham", disse.


Atenção as mais carentes — A Alerj tem votado, semanalmente, uma série de medidas de mitigação da crise do coronavírus. Uma destas leis autoriza o governo do estado a fornecer um auxílio financeiro para ambulantes e as populações mais vulneráveis que, justamente, são as mais atingidas neste momento. "Precisamos de uma política de transferência direta de renda para o trabalhador informal, como o vendedor de pipoca, por exemplo", concluiu.

1 comentário

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral