TSE barra prefeito sub-judice e abre precedente para novas eleições em Campos, Carapebus e Cabo Frio


O TSE começou a analisar nesta quinta-feira (3) candidaturas vitoriosas nas eleições deste ano que estão com algum questionamento na Justiça Eleitoral.


Dos quatro casos julgados hoje, os ministros entenderam que só em Bom Jesus de Goiás deve ocorrer nova eleição: a corte decidiu que o prefeito eleito Adair Henrique da Silva, do DEM, não poderia ter concorrido em razão de condenação em órgão colegiado.


A decisão abre precedente para a realização de novas eleições em Campos, Carapebus, Cabo Frio e Petrópolis onde os prefeitos eleitos tiveram o registro indeferido pelo TRE baseado em condenação em órgão colegiado. Neste caso, o próximo presidente da Câmara dessas cidades assumirá o município interinamente até que o TSE marque novas eleições.









0 comentário

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral