top of page

#Eleições 2022: da maternidade ao palanque. Conheça as propostas do médico Augusto César

Atualizado: 8 de set. de 2022



Prosseguindo com nossa série de entrevistas sobre os candidatos da região, nosso papo de hoje é com o médico Augusto César Sorage, candidato a uma vaga no Congresso Federal pelo Cidadania.

Augusto nasceu em 1963, filho da professora Marlene e do médico Drumond que se estabeleceram em Macaé desde 1962. Entre a paixão por esportes como a canoagem, windsurf, kart e as cavalgadas, o médico sempre buscou desfrutar as belezas da região serrana de Macaé, sem abrir mão do amor e dedicação aos estudos.

É formado em medicina no ano de 1990, pela Faculdade de Medicina de Teresópolis, com residência em ginecologia e obstetrícia. Hoje ele se gaba das mais de 15 mil crianças que vieram ao mundo pelo seu trabalho como médico. Em 32 anos de atividade no município, já assistiu a três gerações de mulheres.

Cristão católico, dedica parte do seu tempo à vida espiritual, onde atuou na renovação carismática católica e na Pastoral da Família.

Nas últimas eleições foi candidato pela primeira vez para o cargo de vereador obtendo a expressiva votação de 1233 votos, sendo o médico mais votado e com votação superior a vereadores eleitos, não entrando por conta da legenda partidária. Convidado pelo prefeito Welberth Resende a entrar no Cidadania, busca uma vaga a deputado federal.

Qual o motivo que levou o Sr. a entrar para a política?

O principal propósito nessa caminhada é me colocar a serviço da nossa sociedade, me tornando um agente e não mais um observador. Alguém com real compromisso com o desenvolvimento humano.

Sinceramente, não me sinto confortável na condição de expectador de uma Câmara Federal que em grande parte não cumpre sua finalidade e não correspondente aos anseios da população. Preciso contribuir de forma efetiva.

Quero ser um elo do bem e erguer a voz em favor de leis que amparem os cidadãos que anseiam por justiça, trabalho, saúde e educação de qualidade.


Qual a sua visão sobre o governo Bolsonaro? E quais suas impressões sobre o cenário nacional?

O presidente no meu entender é uma pessoa sincera, que busca trazer a realidade dos fatos. Sua gestão apesar de todos os percalços que todos nós sabemos tem sido muito positiva, com números e resultados surpreendentes que atualmente são reconhecidos em todo o mundo.

Vejo também que ele soube escolher um ministério preparado, eficiente e competente, que tem feito a diferença para estarmos hoje em uma clara condição de elevarmos o nosso país a outro patamar.


Qual a sua visão sobre o governo Cláudio Castro e o atual cenário político estadual?

Vejo o governador um cristão atuante, que conseguiu em pouco tempo construir pontes e derrubar muros.

Hoje a assembleia independentemente da cor partidária, colaborou para que as medidas saneadoras das contas do estado fossem realizadas e o estado voltasse a investir como um parceiro verdadeiro dos municípios. Veja Macaé por exemplo, com o prefeito Welberth Rezende que mesmo sendo do Cidadania o apoia abertamente. E sabe por que ele faz isso? Porque o Welberth reconhece o que ele vem fazendo pela população de Macaé com enormes investimentos do estado no município.

Qual a sua visão sobre o governo Welberth Rezende e atual cenário político municipal?

Venho paulatinamente conhecendo o prefeito Welberth e buscando estar na situação dele, tanto política quanto administrativa. Vejo nele uma pessoa boa, que ainda precisa se liberar de algumas amarras políticas e administrativas que herdou, como por exemplo o contrato da BRK e o da SIT. Penso que ele precisa buscar atender as reivindicações dos trabalhadores municipais de forma mais contundente. Se me perguntam qual a nota daria hoje para sua gestão, diria que 7.


Qual é a sua relação com Macaé? Como pretende representá-la em seu Mandato?

Primeiro de respeito e gratidão. Temos aqui uma história de grandes homens e mulheres que ao longo de sua história construíram esse município. Reafirmo a importância de zelar pelo voto que receber.

Uma vez eleito, garantindo uma boa interlocução entre a Câmara Federal, Governo Federal e a sociedade civil organizada de Macaé. Saliento de antemão que estaremos sempre trabalhando dentro dos princípios da transparência e da ética.


Quais projetos ou ações o senhor já executou em favor de Macaé, de nossa região e/ou nosso estado?

Desde o início da nossa pré-campanha venho ouvindo as pessoas, visitando instituições, associações de moradores, lideranças religiosas e em particular os mais velhos que são cheios de sabedoria para nos indicar bons caminhos. Em nossas redes sociais temos publicado várias proposições e ações que pretendemos desenvolver na câmara federal,

focar no compromisso com a vida das pessoas. Quero ajudar ao prefeito Welberth naquilo que for importante para o nosso município. Aproveito e deixo aqui nossos endereços nas redes sociais com os nossos projetos: https://www.facebook.com/dr.augustocesar2022/

Qual é a sua principal plataforma política? Quais as áreas de atuação em que o senhor pretende se dedicar, caso ganhe a eleição?

Naturalmente que a saúde de modo geral merece prioritariamente a nossa atenção, como os nossos projetos Mulher Brasileira, Jovens Livres, Saúde Brasil, Nova Idade, a defesa de menos impostos para termos mais empregos, o tratamento diferenciado pelo governo federal para Polos Universitários e Centros Tecnológicos como os de Macaé, e a defesa do mercado de petróleo conforme nossa Carta Compromisso, dentre outros que estarão detalhados em nosso site para o conhecimento de todos. Tenho muita admiração pelo trabalho das mães do MOPAM (Associação Motivados Pelo Autismo) na defesa das leis com garantias para as pessoas com deficiência e desde minha campanha venho conhecendo e me colocando a favor da defesa das pessoas com autismo.


Coloque suas considerações finais:

A decisão da minha candidatura a deputado federal veio por conta de tanta injustiça, banalização do sofrimento das pessoas e a indiferença de grande parte da Câmara dos Deputados aos anseios da população.

Hoje, no Brasil, as Santas Casas ou Casas de Caridade, representam 50% dos leitos hospitalares do Brasil, somando mais de 2.000 mil instituições, cumprindo um papel importante no sistema de saúde brasileiro isso precisa ser defendido no congresso nacional.

Peço o seu voto para representá-lo na câmara federal, meu número é 2322.

0 comentário

Comments


bottom of page