banner_940x145px_txt (1).png

Macaé mostra sinais de recuperação com 10 novas empresas offshore


Mais do que uma luz no fim do túnel, a retomada do setor offshore, sobretudo impulsionada pelo sucesso dos últimos leilões de blocos de exploração na Bacia de Campos, começou de fato a acontecer. Embora especialistas do setor, apontem a plena recuperação da cidade apenas para 2022, quando os novos contratos estarão plenamente em curso, várias empresas começaram a desembarcar na cidade, oferecendo centenas de empregos. Entre empresas que fecharam novos contratos ou vieram para a cidade, destacam-se a NOV Tuboscope; Swire Oilfield Services; Schlumberger; National Oilwell Varco; Baker Hughes; Superior Energy Services; Dynamic Air; Starnav e Schoeller Bleckmann.

Além destas, outras três empresas estão em fase de implantação a cidade, com construção de suas bases, reformas e processos seletivos já abertos para a contratação de mão de obras. Muitas dessas empresas possuem parceria com a Petrobras e são estrangerias, Europeia e Chinesa, por exemplo. Os empresários de outros países enxergaram a oportunidade valiosa que podem encontrar em Macaé, e aos poucos empresas internacionais estão se instalando no município.

Setor de serviços ainda sofre — Os setores terciários da economia macaense, no entanto, ainda não sentiram os efeitos desta retomada. No último final de semana, a rede de hotéis Blu Tree anunciou o encerramento de suas atividades na cidade, após 11 anos de atividades por aqui. O desafio, portanto, para o mercado macaense, portanto, é fazer os investimentos milionários do setor offshore chegarem "na ponta", ou seja, nos setores que mais contratam mão de obra local: a rede de serviços, com hoteis, restaurantes, bares e comércios. A expectativa é que esta melhora comece a ser sentida a partir do ano que vem, quando a instalação destas empresas estará concluída, fazendo o dinheiro voltar a circular na cidade.


Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral