banner_940x145px_txt (1).png

Máfia das autonomias: uma ameaça ainda maior do que o UBER


Desde quando o UBER se estabeleceu em Macaé um conflito se formou. A exemplo do que aconteceu em várias cidades do Brasil, o serviço gerou uma grande rejeição entre os taxistas que reclamam da "concorrência desleal" dos motoristas do aplicativo, que oferecem corridas com valor até 70% mais em conta do que os táxis. O argumento principal é que os motoristas do UBER não pagam impostos (apesar do aplicativo cobrar 25% dos motoristas e repassar os impostos ao Fisco). No entanto, a verdade não é bem essa. O motivo para os preços caros não são as taxas (na verdade os taxistas pagam apenas uma taxa anual à Prefeitura de R$ 1.383,44) e sim o valor alto das autonomias terceirizadas, que se transformou em uma verdadeira máfia na cidade. Alguns taxistas chegam a ser "donos" de cinco ou mais autonomias.

Boa parte dos taxistas de Macaé sequer dirigem seus carros. Na verdade estes carros são dirigidos por motoristas terceirizados que pagam entre R$ 150 a R$ 300 por dia ao dono da autonomia para usar o taxi. Se houvesse uma fiscalização efetiva ou um projeto de lei proibindo o "aluguel de autonomias" este sistema de exploração (aonde o motorista é praticamente escravizado pelo dono da autonomia) acabaria e o valor da corrida do táxi cairia.

Agora, me respondam: como é possível cobrar barato do passageiro, tendo que pagar um aluguel que pode chegar a R$ 4.500,00 por mês? Deste jeito a corrida não vai ficar barata nunca.

UBER PAGA MAIS TAXAS — Se por um lado os detentores de autonomias de Taxi precisam pagar cerca de R$ 1.400 de taxas ao município, o mesmo recebe do governo vantagens que compensam os impostos, o que fazem no final das contas, ter menos encargos do que os motoristas do UBER, por exemplo:

  • Isenção do pagamento de IPVA (Imposto sobre Veículos Automotores).

  • Isenção do pagamento do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).

  • Isenção do pagamento do IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados).

  • Desconto na hora de comprar ou trocar veículo, podendo chegar até 40% de redução, de acordo com a montadora escolhida.

  • Pagamento do INSS para aposentadoria

É bom lembrar que nenhum motorista do UBER tem direito a este benefício e, no final, a taxa de 25% paga ao aplicativo por cada corrida sai bem mais cara do que a taxa da prefeitura.

#Taxi #Uber

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral