banner_940x145px_txt (1).png

Marcel Silvano faz pacto com o governo contra o presidente da Câmara


Um dos maiores equilibristas de muro que Macaé já viu, o vereador Marcel Silvano (PT)  conta com o apoio (pasmem!) do próprio governo para pleitear a presidência da Câmara Municipal no final deste ano. 

O vereador já deu seu primeiro passo em direção ao objetivo ao tramar, junto com a cúpula do governo, a desarticulação da candidatura do médico Flávio Antunes para deputado federal. Flávio estava certo para assinar no PPS de Eduardo Cardoso. Inclusive o convite para ser candidato a deputado federal partiu do próprio presidente da Câmara. Porém, Flávio foi convencido por Leo Gomes e Aluizio a assinar no PSB. O que ele não sabia até então é que o partido, em Macaé está nas mãos justamente de Marcel Silvano. 

O PSB mudou de mãos recentemente. Através de um golpe em sua diretoria, o deputado federal Alessandro Molon (amigo íntimo de Marcel) se articulou junto com a ala mais radical da sigla e tomou por assalto sua direção. Com isso, Molon deu a Marcel a incumbência de ser o articulador da sigla em Macaé o que levou ele a dar uma "banda" em Eduardo Cardoso ao tirar do PPS seu candidato a deputado federal. 

Por que Flávio Antunes?  - O médico oncologista é um nome de consenso da classe médica de Macaé que anda decepcionada com o prefeito. Seu nome consegue a simpatia desde os oposicionistas mais radicais contra o prefeito, como o presidente da Unicred, Dr. Fernando Diogo até os situacionistas como Dr. Marcio Bittencourt e o próprio Dr. Eduardo. Aluízio, Marcel e Leo sabem disso. Por isso, esta candidatura representa um perigo, já que o nome pode ganhar força para 2020.

Nos bastidores especula-se que matar a candidatura de Flávio Antunes seja o preço que Marcel pagará para conseguir apoio contra Dr. Eduardo nas eleições para a mesa diretora da Câmara. Resta saber como a classe médica e o atual presidente vão reagir. 


Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral