banner_940x145px_txt (1).png

Caso Neto: Dr. Eduardo afirma que não vai ceder à pressão das rádios


Falando pela primeira vez oficialmente desde a prisão do vereador Neto, o presidente da Câmara Dr. Eduardo afirmou que a Câmara fez um pronunciamento defendendo a postura da Casa, que vai agir conforme o regimento e a Lei. "Não vou ceder à pressão dos radialistas que se sentem senhores da verdade e dos suplentes que estão querendo a cadeira. Se querem conquistar o mandato, gente, façam no voto", disse, insinuando que pode haver alguma manobra dos suplentes em busca dos cargo dos vereadores afastados.

Além de Neto, outro caso polêmico da Câmara é do vereador José Prestes, afastado em dezembro após denúncias na Secretaria de Agroeconomia em que o secretário indicado por ele, segundo o MP, teria retido parte dos salários dos assessores. "É bom deixar claro que o caso de José Prestes aconteceu na Prefeitura, porém a suspeita recaiu sobre a Câmara", disse.

Sobre o caso Neto, Eduardo afirmou que vai esperar o posicionamento da Comissão de Ética da Casa e do Judiciário antes de emitir um juízo de valor. "Prefiro acreditar que todos são inocentes até que se prove o contrário. O caso ainda está sendo averiguado pela justiça e não é bom que a gente condene antes de se apurar todos os lados da questão", afirmou.

O presidente também sugeriu a criação de uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) para ouvir todos os assessores da casa e apurar possíveis desvios de conduta. "A Câmara não está parada. Pelo contrário, estamos agindo com responsabilidade", finalizou.

#DrEduardo #CâmaradeMacaé #VereadorNeto #JoséPrestes

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral