banner_940x145px_txt (1).png

Anarquinópolis 2017: capítulo 7 - A revolta das baleias


Não eram tempos fáceis em Anarquinópolis. Vendo que vários políticos do país estavam sendo "suicidados" com o jogo da "BaleiaBrecht Azul", Dr. Bonitnho, o puro, ficou pela primeira vez atônito, sem saber ao certo o que fazer. A situação, pela primeira vez, parecia fugir ao controle.

Enquanto isso, no Parlamento, percebendo o momento de fragilidade do príncipe, até então inabalável, seus "miguxos" resolveram não perder a oportunidade de conseguir mais espaço no governo.

— Esta é uma oportunidade de ouro, se apertar ele peida — Disse Dr. Malfadado em uma reunião na "salinha escura" com os parlamentares "FofãoBert"; "Fezinha", Juquinho do Aerofólio e "Roger Jardineiro".

— Isso mesmo, quem vai defender ele. Aquele "Dr Minion"? Vamos atacar agora enquanto a gente pode. E ele vai arregar e nos dar tudo o que queremos — Falou Juquinho, entusiasmado.

Todos os parlamentares concordaram, menos "FofãoBert", que resolveu se abster da conspiração, subindo mais uma vez em sua nave espacial.

E assim a pancada comeu no Parlamento. Enquanto Dr. Bonitinho assistia a tudo, calado, pelo computador. Ouviu, ouviu, ouviu, até ficar hiper-mega-super revoltado.

Levantou na cadeira, pegou seu arpão mais afiado e desferiu um tiro contra a sede do Parlamento.

— Vou matar esta baleia azul, antes que ela me mate — pensou o príncipe.

Porém, em vez de atingir a baleia azul, o arpão acabou cravando no peito de uma baleia barbuda, já idosa. Sorte dela que a camada de gordura, acumulada por sete períodos de hibernação parlamentar o fizeram segurar o impacto. A Baleia barbuda sobreviveu, porém, um de seus filhotes acabou sendo, prematuramente desmamado. Junto com ele, 30 outras baleias foram sacrificadas. (Cadê o Greenpeace numa horas dessas?)

Pânico na corte. Afinal, uma declaração de guerra foi dada. E outras baleias, temendo serem arpoadas como a baleia barbuda, ficaram em pânico. Sobretudo seu discípulo, a "Baleia Manchada" e caolha que andava dando as cartas no "Ducado de Chupeta". Seria ela a próxima a rodar?

As águas de Anarquinópolis nunca mais serão tranquilas....

Continua na semana que vem.

Obs.: Anarquinópolis é uma obra de ficção. Portanto, qualquer semelhança com fatos ou pessoas da "vida Real" não passará de mera a infeliz coincidência...

NENHUMA BALEIA FOI FERIDA OU MORTA DE VERDADE DURANTE A GRAVAÇÃO DESTE EPISÓDIO

OBESIDADE MATA


Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral