banner_940x145px_txt (1).png

Oposição de Macaé critica pesquisa, mas não tem números favoráveis para divulgar


Sem coragem, ou disposição, para contratar e colocar uma pesquisa sequer nas ruas, a oposição macaense se desesperou com os números da última pesquisa, divulgada ontem, pelo jornal Diário da Costa do Sol e por este Blog. Mentira, farsa, manipulação foram as palavras mais usadas por oposicionistas, boa parte ligada ao vereador Igor Sardinha (PRB) para tentarem desqualificar os números.

Igor, aliás, que aparece na pesquisa com apenas 2,5% das intenções de voto se ressentiu bastante com os números divulgados. Tanto, que chegou a fazer uma postagem chamando o instituto GPP de “Grupo Pinóquio de Pesquias”. Detalhe, o instituto é atualmente um dos mais respeitados do país, com 24 anos no mercado, eclientes como O Globo, Folha de São Paulo, Jornal do Brasil, OAB e Sistema Firjan. Portanto, não se trata de nenhum institutozinho de fundo de quintal, como o vereador dos 2,5% tenta induzir a população ao pensar.

Agora, de uma vez por todas, se a oposição macaense acredita tão veementemente que os números do GPP são falsos, porque Igor Sardinha e seus admiradores da rede não contratam a sua própria pesquisa? Desafio a qualquer um deles a fazer isso. E terei prazer de publicar esta pesquisa em meu Blog e meu jornal. Agora, tem que ser um instituto renomado, registrado e reconhecido, do nível do GPP. Caso contrário, é melhor ficar com as enquetes que seus assessores fazem (e só eles votam, aliás).

Veja os números

Agora, veja a postagem do Sardinha (o homem dos 2,5%)

#Macaé #Eleições

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral