Prefeitos da região criam fundo para os royalties: o fundo do poço


Com os royalties em queda-livre e o preço do petróleo sem sinais de melhora, prefeitos da região resolveram criar um novo fundo: o fundo do poço. Acontece que as cidades, quando tinham a arrecadação turbinada pelos royalties em alta e petróleo na casa dos U$$ 110 jamais pensaram em economizar um só centavo. Pelo contrário, a opulência e o desperdício de dinheiro público pode ser vista claramente em obras faraônicas (como a porcelana de Costa Azul e o “Grande S de Silvio” em Macaé). Agora, que acabou o milho e a pipoca, resta aos prefeitos apenas chorar pelo leite desperdiçado.

Em tempo: Foi manchete de jornal em Macaé a criação de um Fundo dos Royalties. Puro merchandising. Com a arrecadação do ISS em baixa na cidade (ano que vem as perdas serão superiores a R$ 300 milhões) é difícil que a ideia, de se guardar 10% da receita dos royalties em uma conta “imexível” prospere. Dentro do governo, é forte a resistência ao projeto.

#Humor

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral