PMDB lança Dr. Aluízio e batalhão de 14 prefeitos que serão candidatos em 2016


Liderado pelo presidente da Alerj, Jorge Picciane, o PMDB estadual reuniu 300 pessoas em sua sede para lançar seus pré-candidatos em 71 cidades do estado e anunciar as novas filiações, entre elas a do prefeito de Macaé, Dr. Aluízio (ex-PV).

Entre os 23 novos filados do PMDB-RJ 14 são prefeitos que vão disputar a reeleição no ano que vem. São eles: Dr. Flávio Gomes (Aperibé), sai do PSB; Miguel Jeovani (Araruama), ex-PR; Dr. André (Búzios), deixa o PSC; Cica Machado (Cachoeiras de Macacu), PSC; Amaro Fernandes (Carapebus), sai do PRB; Gegê Cantarino (Cardoso Moreira), está deixando o PRB; Leonardo Guimarães (Italva), sai do DEM; Dr. Aluízio (Macaé), deixa o PV; Alessandro Calazans (Nilópolis), ex-PMN; Casé (Paraty), ex-PT; Bruno (Quatis), sai do PR; Pedrinho Cherene (São Francisco de Itabapoana), está deixando o PSC; Chumbinho (São Pedro da Aldeia), ex-PT, e Anderson Alexandre (Silva Jardim), ex-PRB.

“O momento atual é de muita coragem para todos nós e de muita maturidade para enfrentar as dificuldades. Hoje O PMDB comanda o estado e tem a maior liderança no Congresso Nacional. Contem comigo para o que der e vier”, disse o prefeito Dr. Aluízio, de Macaé. Cica Machado, de Macacu, destacou sua volta ao partido onde esteve filiado desde 1992 – só saiu para disputar a prefeitura pelo PSC. “Há uma crise grande afetando várias prefeituras, o PMDB permitirá mais parcerias para enfrentar esse momento de dificuldades”.

A filiação de Dr. Aluízio ao PMDB, entretanto, não foi nenhuma novidade. Desde o ano passado, a mudança já estava sinalizada, quando o prefeito de Macaé foi um dos coordenadores políticos da campanha do governador Pezão à reeleição.

Encontro marca a volta de Cabral ao cenário

Além de prefeitos, ex-prefeitos, deputados e presidentes do partido e de legendas aliadas, participaram do encontro o governador Luiz Fernando Pezão, seu antecessor Sérgio Cabral, e o prefeito do Rio, Eduardo Paes.

De acordo com o presidente Jorge Picciani, o partido terá candidatos próprios em 71 cidades: 48 já integravam a legenda e outros 23 acabam de se filiar. Além disso, Picciani reforçou a importância das alianças e anunciou o apoio do PMDB a pré-candidatos de outros partidos em mais 12 cidades. Entre eles, PT, PSC, PTB, PP, PPS e PMN.

“O PMDB é um partido de alianças e se revigora na reafirmação de seus quadros, que se destacaram nos últimos anos, e com prefeitos aliados, que têm feito um bom governo”, disse Picciani. O presidente destacou o apoio às pré-candidaturas de Rodrigo Neves (PT) à reeleição, em Niterói; do Dr. Aluízio, que acaba de deixar o PV para ingressar no PMDB e disputar a reeleição em Macaé; e a união com o atual presidente estadual do PT, Washington Quaquá, em torno da pré-candidatura do deputado federal Fabiano Horta à prefeitura de Maricá pelo PT com vice-prefeito do PMDB, o vereador Filipe Bittencourt.

Picciani também anunciou que o partido irá apoiar a pré-candidatura do deputado federal e atual secretário de Coordenação de Governo do Rio, Pedro Paulo Carvalho, para prefeito da capital. Como há consenso interno, não haverá necessidade de disputa na convenção municipal.

O governador Luiz Fernando Pezão reforçou a importância da união entre Estado, municípios e o Legislativo neste momento de crise econômica. “Não fossem as seis leis econômicas que trabalhamos dentro da Alerj, não estaríamos aqui hoje. Estamos tentando, com dificuldades, honrar os compromissos com os municípios”, destacou Pezão, contando que em dezembro irá zerar o déficit nas contas públicas.

Para o ex-governador Sérgio Cabral, o encontro foi marcante num momento de ceticismo na política. “É um ato de esperança, de usar a política como instrumento de transformação na vida das pessoas”, afirmou Cabral, elogiando a atuação de integrantes como Jorge Picciani, Pedro Paulo Carvalho, Marco Antônio Cabral, Rafael Picciani e Eduardo Paes. “O PMDB sempre foi protagonista na história política. É o partido que se posiciona, se renova, que acolhe novos quadros, que pensa nas pessoas”.

Prefeito do Rio, Eduardo Paes lembrou o atual cenário político-econômico e disse que o PMDB respeita as instituições e a democracia. “Vamos mostrar que o PMDB é capaz de vencer as eleições porque é o partido que sabe fazer alianças para melhorar a vida das pessoas”.

#DrAluízio #2016 #PMDB #Eleições

Visto em

© 2023 por André Luiz Cabral